O ELO PERDIDO

Em uma expedição à África um antropólogo encontra uma tribo de pigmeus, o que o faz acreditar que eles sejam o elo perdido entre o homem e o primata.

Este é um tema muito interessante e assustador para o ser humano. Para muitos é difícil acreditar que temos “parentesco” (puro antropocentrismo da minha parte colocar este termo entre aspas) com primatas não-humanos. O fato é que 98,4% dos genes humanos são idênticos aos do chimpanzé (Pan troglodytes). Coincidência? Não… Evolução! “(…) Para a maioria de nós, esta extrema semelhança com nossos parentes mais próximos deve parecer no mínimo um pouco chocante. No entanto, caso você ache difícil perceber tal proximidade apenas a partir da evidência racional ilustrada pelo dado numérico acima, sugiro que ouça o que sua própria sensibilidade tem a dizer. (…) Sugiro que você observe bem de perto um chimpanzé, como uma criança o faria, afastando ao máximo qualquer idéia preconcebida do que seja ele (ou ela). Olhe de perto a mão de um chimpanzé e depois olhe a sua. Olhe uma mãe chimpanzé amamentando e acariciando seu filhote e talvez você comece a pensar , como eu, que a distância com que estamos acostumados a vê-los é infinitamente mais absurda do que a noção de que somos seus parentes.” (Fernando Fernandez – O Poema Imperfeito). – Este livro deveria estar na cabeceira da cama de todos os Biólogos!
A questão é: “nós” nos consideramos o ponto final da evolução. Qualquer ser vivo que sofra qualquer mutação terá como objetivo se tornar um SER HUMANO! Acabando com as ilusões humanas, A EVOLUÇÃO É CEGA E SEM DIREÇÃO (Richard Dawkins – O Relojoeiro Cego). Ela não prevê as consequências do que faz, simplesmente acontece! Os seres vivos mais adaptados (lembremos que todos os seres viventes são evoluídos) são, pasmem todos que lerem este meu desabafo, as BACTÉRIAS. SIM, as bactérias! Elas sobreviveram a diversas catástrofes, são adaptadas a diferentes ambientes, possuem uma diversidade enorme e sobrevivem na Terra a mais de três bilhões de anos.
Pois é… passamos pelo mesmo processo evolutivo dos chimpanzés, e em um determinado momento convergimos para outro estilo de vida que exigia outras características físicas. Por isso temos 1,6% dos nossos genes diferentes do nosso PARENTE MAIS PRÓXIMO!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s