Mãe… só para entrar no clima de Dia das Mães…

Olha a minha Brasileirinha!

“Mãe carinhosa, mãe dengosa

Mãe amiga, mãe irmã

Mãe sem ter gerado é a mãe de coração

Mãe solidão,

Mãe de muitos, mãe de poucos

Mãe de todos nós,

Mãe das mães

Mãe dos filhos

Mãe-pai: duas vezes mãe

Mãe lutadora e companheira

Mãe educadora, mãe mestra

Mãe analfabeta, sábia mãe

Mãe dos simples e dos pobres

Mãe dos que nada têm e dos que tudo têm

Mãe do silêncio, mãe comunicação

Mãe dos doentes e dos sãos

Mães dos que plantam e dos que colhem

Mãe de quem nada fez e de quem compra feito

Mãe de quem magoou e de quem perdoou

Mãe rica, mãe pobre

Mãe dos que já foram, mãe dos que ficaram

Mãe dos guerreiros e dos guerreados

Mãe que sorri, mãe que chora

Mãe que abraça e afaga

Mãe presente, mãe ausente

Mãe eternamente,mãe.

Mãe, simplesmente mãe.”

Ai gente…próximo capítulo “Daniela doente, A Jornada“. Não sei mais o que fazer… meu corpo já não aguenta. Ela acorda de 10 em 10 minutos, chorando, tossindo, com o narizinho roncando como nunca aconteceu! Que horror… e foi assim o dia todo! Coitadinha, ela está sofrendo tanto e não posso fazer nada! Ela comeu um potinho Nestlê (ela adora e sabia que ela não ia recusar) e tomou muito cházinho… pelo menos isso, ela não tem recusado liquído! Até me obriguei a usar a bombinha se sucção no narizinho dela… acho horrível, mas deu uma aliviada de 30 minutos até começar a escorrer denovo! Ainda bem que febre ela não está tendo… mas estou me segurando para levar ela no PS denovo! Já é o terceiro dia de remédios e nada!

Já sei o que vou fazer… mamar uma lata inteira de Leite Condensado!!!!!! Me afundar de comer doce!!! HIHIHIHIHIHI… a noite vai ser longa!!!!

Vou continuar minha histórinha… talvez não em ordem cronológica, mas os flashs que eu adoro e alguns que não são muito felizes, mas me fizeram crescer como mãe e como mulher:

“Desde o dia que voltamos para casa, não tivemos mais paz! Todos os dias eram dias de visitas, que não tinham hora para acontecer. De manhã, a tarde, a noite… muito a noite… todos os dias! Eu tentava curtir ao máximo a Daniela quando a minha casa estava vazia, o que era raro. Tenho poucas lembranças de ter ficado namorando ela depois de amamentar…. sempre tiravam ela do meu colo assim que ela largava o peito! Várias vezes eu fingi que ela ainda estava mamando só pra ficar ali com ela grudadinha em mim! Várias vezes ela teve cólicas e TOMARAM ela do meu colo, sempre me acharam uma incompetente como mãe… e o Daniel como pai! Quando ela estava com três semanas eu estava dando banho como fazia todos os dias, depois da massagem, ouvindo músiquinha e conversando muito com ela. Virei ela de bruços para lavar as costinhas e a bundinha. Quando desvirei percebi que ela estava vermelha, sem respirar, com o rostinho todo molhadinho, pingando! Eu tinha erguido a bundinha e abaixado o braço que sustentava a cabecinha! Comecei a berrar para o Daniel acudir porque ela não estava respirando. Assoprava o rostinho e ela ficava mais vermelha enão voltava a respirar. De repente ela deu um sopro e voltou! Larguei ela em cima do trocador e vim para o meu quarto chorar. Chorei desesperadamente… Eu afoguei a Daniela. Chorei quase a noite toda, até dormir! Foi um susto imenso… até hoje sou meio traumatizada com esse susto! Comecei a perceber que todos os dias na hora do banho minha sogra e a Tia do Daniel se enfiavam aqui em casa. Não associei ao afogamento… até que a minha SOGRA ( o nome já diz tudo) falou um dia “Não se preocupe, a vovó está aqui para te proteger dessa mãe!”. Deprimi denovo, mais uma vez me senti culpada… foi horrível! Desde desse dia perdi completamente a confiança e a consideração pela minha sogra. Ela não tinha o direito de dizer aquilo. Ninguém protege mais um filho do que uma mãe! Hoje, para mim, ela é somente a mãe do Daniel e avó da Daniela. Durante os três primeiros meses da Daniela eu tive muitos momentos assim… as pessoas se intrometeram demais na nossa vida, eu ficava muito nervosa com isso, mas o Daniel nunca se incomodou! Aos 5 meses a Daniela não quiz mais mamar. No fundo acho que essa é a razão! Nunca falei para o Daniel porque assim que eu engravidar denovo vou colocar os pingos nos IS e deixar claro que não quero ninguém aqui. Ela nunca mamava tranquila, sempre tinha muita gente em volta… sempre muita agitação! ODEIO FAMÍLIA! E me sinto uma mulher muito frustrada por não ter conseguido amamentar minha filha por causa dos outros! Às vezes tenho vontade de colocar ela no peito para ver se ela pega e tentar produzir leite denovo… mas aí caio na real, ela largou… Não era prazeiroso para ela! E é assim até hoje… tudo que faço com ela, imitam… “só faz com a mãe, venha fazer com a vó” (frase muito comum!)… E por isso evito o contato com ela! Me irrito com a presença dela, por ela tentar competir o amor com a minha filha. Acho que isso não é certo. Há uns 2 meses atrás eu tive um surto na casa dos meus pais. Estava dando babaninha para a Daniela e ela se saracotiando. Minha sogra pegou ela (sim, na casa dos meus pais, minha sogra – nunca respeitaram visitas na casa dos meus pais, de enfiavam lá mesmo sem cerimônia) e disse “Venha com a vó…” fiquei P… Ela estava comendo, não tinha nada que pegar a Daniela de mim. Falei para a Dani, “você tem que comer aqui, sentadinha!” e a sogra tirou ela de perto de mim e disse “Tenho que orar muito pra essa mãe brava que você tem!”… Veio e disse para eu dar o pratinha que ela ia continuar dando . Joguei tudo no lixo e disse “Se ela não pode ficar sentadinha, não vai comer!”. Ela tirou a Daniela de perto de mim como se eu fosse fazer algum mal para minha filha. Comecei a chorar e gritar que ninguém tem o direito de me desautorizar e blá blá blá! Ela colocou o rabinho entre as pernas e foi embora. A coitadinha da Daniela me deu os bracinhos e um abraço tão gostoso! Ela percebeu que não estava brava com ela, mas com a atitude da minha sogra. E foi a melhor coisa que aconteceu, porque agora as visitas dela são limitadas a um dia na semana e no final de semana! Não entendo como as pessoas não se tocam que estão atrapalhando a vida de um casal que acabou de ter um filhho e está em fase de adaptação!!!”

Enfim, mais um capítulo da minha vida de mãe!

Beijinhos

_________________________________________

Estrelinha, obrigada pelo conselho… Estou pensando em me mudar com a Daniela, para poder cuidar bem dela… do jeito que eu quero! Talvez fosse mais fácil se eu tivesse o apio do Dani. Como isso não vai acontecer, vai pelo jeito mais difícil então!

Ana, como você faz nebulização nos meninos? A Daniela faz um escândalo pra fazer inalção. É do mesmo jeito???

Elisa, obrigada pela força! Mãe é mãe né, a gente sofre em dobro!!!

Meninas, obrigada pela força… vocês não imaginam o quanto eu estou precisando!!

Beijokas

Lu

4 responses to “Mãe… só para entrar no clima de Dia das Mães…

  1. Amiga, gente para ajudar nunca aparece, mas para se intrometer essas chega aos montes. Tenho uma tia, na verdade cunhada do meu pai, que chega aqui em casa DITANDO tudo que tenho e que não tenho de fazer com meus filhos e ainda critica meu esposo se ele fala mais rígido com Davi. Me marido tem vontade de jogá-la porta à fora, mas não moramos na nossa casa, né? Acho isso um absurdo!
    Quanto a nebulização, meus meninos dão trabalho também, então os coloco em frente a TV, fico mostrando desenho e ao mesmo tempo coloco a máscara no rostinho deles e fico falando do desenho, aí depois quando eles se irritam eu tiro um pouco, quando se acalmam, tento distraí-los com alguma coisa na tv e coloco a máscara de novo. E assim vai…rs. É complicado, mas eles se acostumam.
    Amiga, quero te dizer uma coisa, eu não a conheço pessoalmente, mas só pelo que leio a respeito de sua preocupação com a Dani, seus cuidados com ela, sei que vc é uma excelente mãe, não deixe as pessoas dizerem o contrário de vc, viu? Beijos! Feliz Dia das Mães!

  2. Amiga, a Lis, que fez o template do blog dos meninos, fez um scrap para mim com a minha foto junto com as crianças. Não quis te incomodar pedindo outro scrap, pq sabia que a Dani estava doentinha e vc tinha de se dedicar à ela, mas ficou muito bonito. Dê uma passadinha lá no blog,viu? Beijos!

  3. Ah, esqueci de comentar. Que coisa fofa é essa a Dani vestida de uniforme da Seleção Brasileira?!? Eu também comprei o uniforme para Bruno e Davi no ano passado…Tão lindos!!! Beijos!
    OBS: Amiga, como está a Dani hoje?

  4. Oi Lu!
    Aconteceu quase a mesma coisa comigo também ao dar banho em Pedro Henrique. Só que foram 2 vezes! e eu estava sozinha!!! foi horrível! Na 1ªvez ele aspirou pelo nariz a água que joguei na cabecinha dele pra enxaguar o xampu; ele ficou todo roxinho, e quase não torna, o choro foi tão forte que o umbiguinho dele estufou pra fora… eu me tremia tanto, chorava… não gosto de lembrar… da outra vez foi do mesmo jeito que aconteceu contigo… mas é um susto terrível, quase não consiguia dar banho nele direito de tanto medo, e como a gente mora distante tanto da minha família como da dele, era eu e eu mesma…
    Quanto a amamentação eu só consegui amamentar Pedro Henrique exclusivamente quando minha mãe foi embora (ela passou um mês comigo me ajudando) ela não botava fé no peito. Sei o quanto é difícil conviver com outras pessoas…
    Beijo grande

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s