Hino Nacional


Quando estava na faculdade cursando Biologia, consegui estagiar no zoológico de Curitiba. Lá, fazíamos várias atividades, uma delas denominada “Acantonamento Ecológico”, atividade que particicpei quando tinha apenas 10 anos de idade quando cursava a quarta série do ensino fundamental. Não imaginava que dez anos mais tarde eu seria uma das orientadoras desta atividade.
Nestes Acantonamentos, uma sub atividade que sempre me emocionava era o “Cerimonial Cívico”. Como filha de Militar, meu pai sempre me mostrou o valor e a beleza do nosso Hino Nacional. Sempre ressaltou que nosso Hino era um dos poucos que não fazia alusão à guerra, mas à Paz e ao Amor pela Pátria. E sempre que ouço o Hino Nacional Brasileiro fico com os olhos marejados.
Voltando ao Zoológico, lá aprendi que o Hino Nacional em sua parte instrumental da introdução possuía uma letra, que acabou excluída da sua versão oficial do hino. Essa letra é atribuída a Américo de Moura, natural de Pindamonhangaba, presidente da província do Rio de Janeiro nos anos de 1879 e 1880 e apresenta os seguintes versos:

Espera o Brasil
Que todos cumprais
Com o vosso dever.
Eia avante, brasileiros,
Sempre avante!

Gravai com buril
Nos pátrios anais
Do vosso poder.
Eia avante, brasileiros,
Sempre avante!

Servi o Brasil
Sem esmorecer,
Com ânimo audaz
Cumpri o dever,
Na guerra e na paz,
À sombra da lei,
À brisa gentil
O lábaro erguei
Do belo Brasil.
Eia sus, oh sus!

E durante o “Cerimonial Cívico” explicávamos para as crianças sobre essa introdução e cantávamos o Hino com ela.
Era lindo… Pela manhã de sábado asteávamos a bandeira cantando o Hino com a introdução e, no fim da tarde de domingo, arriávamos a bandeira, também cantando o Hino.
Resolvi porstar sobre esse assunto, porque acabei de presenciar o povo cantando o Hino no jogo do Brasil e percebi que um jogador estava muito perdido na letra.
Fico horrorizada de ver que o povo não sabe a letra do Hino… NÃO SABE!
E, se não sabe a letra, quem dirá o significado das palavas lindas que o compõem. Estudei em colégio da Polícia Militar do Paraná, e lá tínhamos a disciplina Cívica, onde aprendíamos não só a marchar, mas também o significado de TODOS os Hinos que cantávamos. O da Bandeira, o do Paraná, o da Independência, o Nacional e até o da Polícia Militar. São lindos! E, realmente é emocionante!
Mas é lamentável que as escolas não dêem o devido valor ao nosso Hino! Isso é um absurdo, porque as crianças cantam o Hino errado e fica por isso mesmo. Alguns erros cometidos e que passam batidos são:
Ouvirodo Ipiranga… (Ouviram do Ipiranga)
Seu penhor (Se o penhor)
– Conseguimos conquistar com braços fortes (Braço forte)
– Brasil de um sonho intenso (Brasil, um sonho intenso)
– “Nossa vida” em teu seio “mais amores” (“Nossa vida” no teu seio “mais amores”)

Esses são alguns erros que me lembro, tem muitos outros!
Tendo em vista minha indignação, sexta-feira pararei minhas aulas para trabalhar o Hino Nacional com meus alunos. Vou fazer minha parte… Vamos estudar o Hino detalhadamente, porque falta nesta juventude ( e nos pais da juventude) patriotismo. Falta se emocionar ao ouvir nosso Hino. Falta exigir respeito por ele (no próprio campo uma torcedora cantava o hino enrolada na bandeira com um copo de shopp na mão!).
Bem, deixo vocês com a letra do Hino. Leiam e observem quantas vezes pronunciamos palavras erradas!
Beijokas

Letra do Hino Nacional Brasileiro

I

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo heróico o brado retumbante,
E o sol da Liberdade, em raios fúlgidos,
Brilhou no céu da Pátria nesse instante.

Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte,
Em teu seio, ó Liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte!

Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!

Brasil, um sonho intenso, um raio vívido
De amor e de esperança à terra desce,
Se em teu formoso céu, risonho e límpido,
A imagem do Cruzeiro resplandece.

Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza

Terra adorada,
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!

Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!

II

Deitado eternamente em berço esplêndido,
Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras, ó Brasil, florão da América,
Iluminado ao sol do Novo Mundo!

Do que a terra mais garrida
Teus risonhos, lindos campos têm mais flores;
“Nossos bosques têm mais vida”,
“Nossa vida” no teu seio “mais amores”.

Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!

Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde-louro desta flâmula
– Paz no futuro e glória no passado.

Mas, se ergues da justiça a clava forte,
Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.

Terra adorada
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!

Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada, Brasil!

One response to “Hino Nacional

  1. É, sem dúvida, o hino mais bonito do mundo. Tanto a letra quanto a melodia. Belíssimo! E não aguento nem vê aqueles jogadores do Brasil cantando o Hino Nacional…nos envergonha, nos empobrece do ponto de vista educacional. Legal, Lu, é importante q vc dedique um espaço de sua aula para falar sobre nosso Hino e sobre tudo o que ele significa na história do Brasil. Bjs!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s