E o jovem continua alienado…

Desde os meus tempos de professora (até dezembro do ano passado) penso a respeito da alienação dos nossos jovens estudantes a cerca dos acontecimentos mundiais. Não lembro de ter sido tão desinformada na minha adolescência, lia jornal, revitas de notícias semanais (e Caprixo também) e assistia jornal a noite com toda a família além da Sessão da Tarde e Vale a PEna Ver de Novo. Por uma tarde fui à rua como “CARA PINTADA” (o Colégio proibiu no dia seguinte a manifestação dos alunos – Colégio Militar) e sabia o que estava fazendo e contra o quê estava me manifestando.
Em uma das minhas aulas com alunos do 2°Ano do Ensino Médio, entreguei aos alunos uma cópia de uma coluna que retirei da Veja sobre o afastamento do então Ministro Severino Cavalcanti. Pedi que metade da turma se manifestasse a favor do artigo e a outra metade contra. Foi um fiasco! Enquanto 3/4 de todos os meios de comunicação do país debatiam sobre o fato, 32 alunos não sabiam o que dizer ou pensar a respeito. Por Quê? Simplesmente porque eles não sabiam quem era Severino Cavalcanti. Então pedi uma pesquisa sobre quem ele era e o que estava acontecendo na política do nosso país. E tive que dar nota ou eles não fariam a pesquisa.
Ontem, assistindo Altas Horas (programa que eu adoro pois em todos tem alguma VIDA INTELIGENTE NA MADRUGADA), o Ator Guilherme Weber (que representou o Bene em Queridos Amigos) foi questionado sobre a alienação dos jovens que não lutam por seus ideais. E o ator manisfestou uma apinião, que me deixou muito decepcionada, pois até então eu estava encantada com a cultura, sabedoria e conhecimentos que meu conterâneo havia mostrado possuir. Para ele os jovens não são alienados porque hoje eles têm muitos meios de comunicação (TV, internet, rádio…) e a possibilidade de adquirir informação em tempo real. Serei cínica e sarcástica dando uma bela gargalhada: HAHAHAHAHAHAHAHAHA!
Se perguntarmos a um adolescente de classe média o que ele acha da epidemia de dengue que assola o Rio de Janeiro, ele perguntará: “Sério que tem epidemia no Rio? Onde posso me vacinar?”. Não é brincadeira não! Lutar por ideais? Que ideais? Ganhar um i-Pod mais moderno do que aquele que ganhou no Natal? Ou o último Tênis que a Nike lançou na semana passada e que eu seria o primeiro a aparecer com um desses na escola?
O consumismo está fazendo com que os jovens não encherguem um palmo à frente do prórpio nariz. A internet é um meio fantástico de obtenção de informação, mas os pais não têm tempo de apresentar aos filhos as maravilhas que ela pode apresentar. Para eles internet é Orkut (comunidades como “Odeio gente feia”, “Tenho medo do Plantão do JN” e coisas mais inúteis que nem vale a pena citar), MSN com os colegas (conversas onde não se colhe nada de construtivo), I-Tune, You Tube e o clipe da modinha.
Posso parecer meio antiquada escrevendo assim, mas não quero que minha filha se torne uma jovem fútil e egoísta a ponto de na hora do Jornal com a família se trancar no quarto e ficar na internet.

One response to “E o jovem continua alienado…

  1. Lu, parabéns pelo post. Bastante construtivo e com uma linguagem inteligente. Amiga, concordo plenamente com vc, os jovens estão a cada dia mais alienados e a alienação leva, infelizmente, a uma espécie de falta de sentimentos. As pessoas não se compadecem do próximo que está sofrendo, não se inteiram a respeito da epidemia que toma conta da sua cidade e a melhor maneira de combatê-la. Nada disso, os adolescentes alienados, só pensam em CURTIR, tudo é curtição. E as más consequências da curtição sempre chegam depois quando já é muito tarde. É por isso que o mundo tá perdido, amiga, pq faltam pessoas conscientes, que lutem por seus direitos, que façam a sua parte, que doem um pouco de si e de seu tempo em prol do seu próximo menos favorecido. É uma pena, mas é uma realidade. Por isso, precisamos tentar fazer uma mudança, através de nossos filhos. Não é porque o filho do vizinho é alienado que o nosso tem q ser também. Cada um fazendo sua parte e produziremos um mundo melhor. Beijos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s