Última parada 174

Para comemorar 4 anos de casados, eu e o Dani fomos ao cinema assistir Última Parada 174, indicação de Melhor Filme Estrangeiro ao Oscar. Dirigido por Bruno Barreto, conta a história de Sandro Nascimento, adolesente sobreviente do massacre da Candelária que sequestrou um ônibus no Rio de Janeiro em 2000 e que terminou com a morte da última refém do ônibus por políciais.
No filme é aprensentada uma Ong que trabalha com menores da favela e mostra que só participa das atividades quem realmente quer. Não era o caso de Alê (apelido de Sandro), que deixou a Ong para roubar e manter o vício de drogas.
Mas, queria chegar aqui: Até que ponto pode-se interferir na decisão de uma pessoa que tem opções boas e ruins? E o que leva essa pessoa a escolher a opção ruim?
O Alê não sabia ler e se negava a aprender. Por que?
Não dá para dizer que o “coitadinho” é vítima da sociedade e do governo, porque ele teve opções. E eu, definitivamente, não gosto de filmes que mostram bandidos como vítimas. Existem tantas pessoas que vivem em condições de miséria e não roubam nem um pão, vivem honestamente e assim ensinam aos filhos.
Bem… Só para completar minha indignação, há dias eu queria postar sobre isso, mas acabei me entretendo com outros assuntos e deixei este (que é tão imprtante quanto qualquer outro) de lado. Mas, tem algma relação com o que acabei de escrever.
Há alguns dias li em diversos sites de jornais que o governo havia cortado parte das verbas destinadas á educação (tranporte e estrutura) como forma de prevenção à crise mundial.
Pelo amor… Um clichê, mas é por isso que esse país não vai pra frente!!!! Eu sugiro cortes nos salarios de deputados e vereadores; Eu sugiro cortes na produção de trajes caríssimos usados pelos Sr. Presidente e a Sr. Primeira Dama; Eu sugiro a redução do limite de crédito do Cartão Corporativo dos políticos; Eu sugiro muitos outros cortes, que me parecem mais supérfluos que comprar ônibus escolar para áreas rurais onde as crianças andas kilômetros a pé, ou na caçamba de caminhões para chegar à escola.

Isso é um absurdo!

One response to “Última parada 174

  1. Lu, ações como essa do governo são tão desastrosas e sempre incorremos no mesmo erro. Governo, empresariado, sociedade. Porque, se pararmos pra pensar, o custo da segurança da classe média alta pra cima é absurda! Seguranças particulares em condomínios, ruas, consultoria de segurança em empresas, carros blindados, entre muitas outras coisas. Virou um segmento de mercado, e dos mais rentáveis! Por que preferimos gastar ocm isso do que agir pensando no médio e longo prazo? Por que os grandes empresários são tão gananciosos? E os políticos? Por que tanta corrupção em diversas esferas e instâncias? Somos coniventes, de forma indireta, com essa violência que esta aí. Nas favelas há muita gente honesta e trabalhadora, mas imagine uma criança crescer apanhando de um pai ou mãe alcólatra, e ainda frequentando a escola? Sendo abordada por traficantes que a convidam a trabalhar como avião, a usar drogas e se viciar, vendo como os traficantes “ganham bem”, sem contar a glamourização que a tv e o cinema promovem…isso é só um exemplo do que pode aocntecer. Enfim, me questiono qual é a responsabilidade não só do governo, mas tb da sociedade de forma geral, dos empresários, da imprensa…honestamente não sei o que pensar!
    beijo!
    Renata

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s