MANIFESTO PELA PROXIMIDADE DE CONTATO HUMANO NO ATO DO NASCIMENTO :

QUEM NASCE É UM SER HUMANO*

(chega de violência!)

* Por Rodrigo Vianna,

médico, pai e ser humano

Imagine a cena de uma criança sendo levada da mãe por estranhos e deixada em
um canto sozinha, nua e sem qualquer tipo de proteção emocional durante
algumas horas. Cruel, não?

Pois isto acontece diariamente com milhares de crianças que tem alguns
minutos de vida. Bruscamente são separadas de suas mães para serem levadas à
“segurança” de uma incubadora durante quatro a seis horas.

Infelizmente isto ocorre de uma forma tão rotineira e há tanto tempo, que a
impressão que passa é que esta é a forma certa de cuidar de um
recém-nascido. Mas quando paramos para pensar que este recém-nascido na
verdade é um ser humano e que também tem sentimentos e sensações como: dor,
medo, insegurança e raiva, podemos então fazer as seguintes perguntas: não
poderíamos fazê-lo sentir proteção, amor, aconchego, tranquilidade, desde
esse primeiro minuto de vida? Que modelo de comportamento queremos que
nossos filhos reproduzam?

A natureza deu ao ser humano uma capacidade de amar que é única! Porém,
constantemente ele precisa de estímulos para o desenvolvimento e a
solidificação desta capacidade emocional. Afinal, existem também inúmeros
estímulos que fazem com que o ser humano desenvolva potenciais de
agressividade, egoísmo e violência.

Hoje em dia, cientificamente já se mostrou que existe na mãe, uma enorme
descarga hormonal com o nascimento do bebê. Dentro desta primeira hora é que
é de extrema importância que a mãe pegue seu filho no colo, olhe-o,
cheire-o, sinta-o e vice-versa. Há necessidade orgânica disto, mediada por
hormônios. Hormônios que seriam responsáveis pelo vínculo mãe-bebê, o qual
seria o protótipo de todas as formas de amor. Privar isso, seria aumentar a
chance de depressão pós-parto, desmame precoce, perda de capacidade afetiva.

Um famoso obstetra e humanista francês, Dr. Michel Odent, disse com muita
sabedoria: “Para mudar o mundo é preciso mudar a forma de nascer” . E antes
disso outro expoente médico, o psiquiatra e psicanalista Wilhelm Reich, já
havia declarado: “A civilização começará no dia em que o bem-estar dos bebês
recém-nascidos prevalecer sobre qualquer outra consideração”.

Temos de dar os estímulos certos! Hoje em dia vivemos em uma sociedade onde
a todo instante queremos gritar por um basta à violência. Infelizmente
talvez, os que hoje compõem esta sociedade já não conseguiriam modificar
suas atitudes. Mas os nascimentos continuarão ocorrendo e aí teremos uma
chance. Precisamos de pessoas que nasçam e cresçam crendo que amar vale a
pena e que não é fora de moda. Pessoas que reproduzam esta mensagem através
de atitudes que aprenderam logo ao nascimento.

ESTE É UM MOVIMENTO EM PROL DA HUMANIDADE, DO AMOR, DA FELICIDADE, DA
HARMONIA SOCIAL, DO DESENVOLVIMENTO DO “INDIVÍDUO COLETIVO”, DA CAPACIDADE
DE COMPREENSÃO, DA FRATERNIDADE.

SE VOCÊ ACHA QUE VALE A PENA, ENVIE ESTE DOCUMENTO PARA OUTRAS PESSOAS.

QUE AQUELES QUE SE ENCONTREM GRÁVIDOS, REIVINDIQUEM JUNTO AOS MÉDICOS QUE
LHE TRATAM (OBSTETRAS E PEDIATRAS) RESPEITO E CARINHO PARA COM O FILHO QUE
NASCE, POIS QUEM NASCE É UM SER HUMANO.

QUE AQUELES QUE SE ENCONTREM GRÁVIDOS, REIVINDIQUEM JUNTO AO HOSPITAL ONDE
TERÃO O BEBÊ, O QUE É PRECONIZADO PELA OMS E PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE
PEDIATRIA: CONTATO COM A MÃE NA PRIMEIRA HORA E ALOJAMENTO CONJUNTO DESDE A
IDA DA MÃE PARA O QUARTO.

NÃO VAMOS DEIXAR ESSA MENSAGEM PARAR DE CIRCULAR ENQUANTO NÃO OBTIVERMOS
MELHORES CONDIÇÕES DE NASCIMENTO.

http://www.gestacaoconsciente.com

apoio:
Portal Verde http://www.portalverde.com.br

Calor Humano http://www.calorhumano.com.br

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s