E as Avós…

avos-dani3Estava lendo o post da Sam sobre  Papel das Avós na vida dos netos e confesso que pensei com muito carinho (desta vez) o assunto.

Minha relação com as avós da Daniela sempre foi meio complicada. Sempre foi muito difícil para elas entender que a Mãe sou eu e que eu decido como tudo deve acontecer com ela. Foram muitas afrontas, intromissões e caras feias, mas hoje, acredito que consegui impor respeito como Mãe, mesmo porque não tenho ajudante em casa e, além de trabalhar, sou dona de casa (trabalho dobrado).

Sempre me deparo com um “Pode agora, Mãe?” vindo de uma ou outra avó (uma rande conquista, confesso). Em contrapartida, também me deparo com os “Não deixe ela fazer assim!”, que realmente me tiram do sério! Não gosto de ser chamada a atenção nos cuidados com minha filha, e considero que tenho o direito de errar com ela (é claro que, como Mãe, evito erros) porque a Mãe agora sou eu. Tenho certeza que minha mãe e minha sogra erraram enquanto Mães ( e ainda erram pois são humanas), mas, a maior dificuldade é ter esse direito reconhecido.

E, muitas vezes, abdico desse direito em prol da minha filhota. A maior alegria dela é ir na casa das Vovós. E é muito curioso, porque na casa das avós tem poucos brinquedos (geralmente são os “restos” que ela deixa de casa) e muitas regras (não se pendure, não suba, não desça, não mexa…), mas ela prefere ficar na casa das avós do que em casa, onde ela pode muito mais coisas. E é uma delícia ver o paparico que Vó sempre dá ao neto.

Na casa dos meus pais, tem um armário onde eles guardam os bolinhos “Ana Maria”, “Sucrilhos”, chocolates, pitulitos, balas, salgadinhos, e todas as guloseimas que a Dani só come no final de semana (sou muito rígida com a alimentação dela). Ela chega e vai direto pegar o que ela quer. Aí é que a Mãe entra em ação, só pode depois do almoço! E, quando ela começa a enganar a torcida para almoçar, a Vó se derrete “Ah mamãe, ela já comeu um pouquinho de comidinha salgada, deixa ela pegar!”. Isso é lindo, se pensarmos que como Mãe, a Avó NUNCA permitiria que um doce fosse comido sem que o prato estivesse limpo.

E, pensando no clichê que “Vó é Mãe com açúcar“, tenho sido infinitamente mais tolerante do que era antes. Mesmo porque é importante que a Dani saiba a diferença da casa da Vovó e da casa dela, para que as visitas à vovó sejam sempre deliciosas!!!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s