O que é mais difícil: ser esposa ou ser mãe?

Gravidez, hormônios completamente à tona, filha de 4 anos exigindo atenção, casa para cuidar e administrar, finanças, dinheiro para multiplicar e ainda, marido… Para cuidar? Para dar atenção? Para administrar? Nunca me vi tão perdida no papel de esposa como agora! Passo os dias preocupada com o que a Dani vai comer, com o que ela vai vestir, se ela está bem, se foi tudo bem na escola. Mas tenho faltado em perguntar se meu marido comeu bem, se está com fome quando está em casa, se tem roupas limpas e passadas, se está faltando meia, se foi tudo bem no trabalho. Só lembro de perguntar quando ele está aborrecido… Na verdade, só nos aproximamos para conversar se alguma coisa acontece, boa ou ruim, algum desentendimento, alguma cobrança. Não, ele não me cobra nada. Mas eu cobro, e muito! Tenho pensado nisso e tenho ficado incomodada porque realmente, exijo muito dele! Ele cumpre com as obrigações de pai sempre que está presente, mantém a casa sozinho, trabalha feito um louco (sábado trabalhou das 7h da manhã até as 7h da manhã de domingo direto!) e quer curtir a vida dele também! Na verdade o problema é que fomos criados de forma muito diferente. As referências que ele tem de pai são completamente opostas das minhas referências. E é aí que entramos em conflito. Me incomoda que ele saia com os amigos solteiros que só querem beber e zoar, para mim, ele tinha que sair com amigos casados, que tem ou planejam ter filhos, para conversar sobre assuntos do cotidiano de pai ou marido. Não sair com amigos solteiros e agir como piás de vinte e poucos anos. Sei lá, já passei dessa fase! E é engraçado que a medida que amadurecemos, nossas amizades mudam! Minhas amigas e confidentes são mães das melhores amiguinhas da Dani, passamos muito tempo juntas, tomamos café a tarde enquanto as crianças estão na escola, falamos sobre gastronomia infantil (cenourinhas orgânicas e brócolis com azeitinho de oliva), falamos sobre vida sexual mesmo tendo filhos e de todas as nossas neuras como mães, mulheres, filhas, esposas… Me sinto bem com elas, mesmo sendo a mais nova. É a minha realidade! Talvez, meu inconsciente acredite que essa também devesse ser a realidade do meu marido. Mas não é, nunca foi e não sei se um dia será! E, com essas diferenças seguimos, relevando atitudes, tentando respeitar pontos de vista e discutindo a relação sempre que acreditamos ser necessário! Talvez a Ioga me ajude a ver o que procuro, encontrar respostas e me encontrar nesse meu mundo. Garanto que meu marido vai ficar feliz quando eu conseguir olhar em seus olhos e dizer “Eu te entendo!”, mas até lá, continuarei tentando me encontrar no papel de esposa!

Beijos

3 responses to “O que é mais difícil: ser esposa ou ser mãe?

  1. ai q engraçado
    eu não acho q os maridos devam deixar os amigos solteiros, mas dosar entre lá e cá
    mas nós mulheres somos especialistas em cobrar, isso somos
    eu cobro horrores tb, af
    parece filhos em vez de marido
    kkkkk
    bj

  2. Oi Lu!!

    Veja só como são as coisas: 4 anos de faculdade, e só agora, depois de mais de 6 anos da formatura, estou me sentindo tão próxima de vc!!! Pela situação toda, que vc passou, por tudo que vc escreve, me identifiquei demais com seus posts!!! Este então, me vi nele!!! Tenho enfrentado uma barrinha desde que a Natália nasceu… minha mãe quer que eu fique os 40 dias da dieta na casa dela, o Rodrigo está desesperado para que a gente volte pra casa (ele posa uns dias lá, outros na minha mãe)e eu no meio disso… fora ainda, toda a carência afetiva que ele esta sentindo… por mais que eu tente estar mais junto dele, é bem difícil nesta fase. Ainda mais com tanta gente por perto e tanta situação delicada que a gente vive no dia a dia. Isso ainda levando em consideração que ele não saí com nenhum amigo e, fora o tempo que ele está no trabalho, passa o resto comigo e com os filhos, e mesmo assim, não consigo deixar de cobrar, especialmente, por mais paciência com o Pedro, comigo e com o resto das pessoas ao nosso redor. É, ser esposa é tão difícil, ou até mais, do que ser mãe!!!

    Um beijo grande pra vcs 4!!!

    • Ni, que bom te ver por aqui!!!!!!!!! Nossa… É verdade. Agora somos mais próximas, porque temos muitas experiências semelhantes! Somos mães antes de tudo, agora! Mas é difícil não é? Ser mãe implica em muitas responsabilidades, com outra pessoa que depende de nós. Mas ser esposa é tão infinitamente mais difícil, ser “responsável” por um filho grande, porque eles ficam assim, como filhos! Nós tentamos manter a serenidade, mas nesse turbilhão de sentimentos e pessoas ao redor, nos perdemos, perdemos o foco, e aí é que entra o amor, com ele a paciência, e com ela a tolerância… Mas nunca deixamos de ser as mães zelosas com nossas crias, abrindo mão do marido por elas. Acho que falta um pouquinho de maturidade masculina nesse sentido, afinal nossa energia tem que ser direcionada a estes pequeninos que não vivem sem a mãe!
      Beijokas e saudades!!!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s